sexta-feira, 12 de abril de 2013

Autores comentam projeto que trata de biografias

Diário do Nordeste - 05/04/13

A aprovação pela Câmara dos Deputados, na terça-feira, da publicação de biografias não autorizadas foi classificada pelo historiador Paulo César Araújo como o primeiro passo para o estabelecimento da plena liberdade de expressão no Brasil.

Araújo faz parte do time de pesquisadores e autores que viram o trabalho, no caso dele de mais de 15 anos, na Justiça por iniciativa dos biografados ou, mais frequentemente, de seus herdeiros.

Ele é autor de "Roberto Carlos em Detalhes", obra lançada em dezembro de 2006 que vendeu 47 mil exemplares até que o retratado, descontente, fizesse um acordo com a Planeta cerca de seis meses depois do lançamento.

Os livros foram recolhidos, a editora se comprometeu a não fazer uma nova edição e deu os 11 mil exemplares que restaram a Roberto Carlos. O autor, de mãos abanando, passou a frequentar festivais literários para falar sobre essa questão que já afligiu, aqui, Ruy Castro, João Máximo e Fernando Morais, entre outros. leia matéria completa AQUI

Fonte: http://www.brasilquele.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário